ESCOLA MUNICIPAL DE ENSINO FUNDAMENTAL PINHEIRO MACHADO

terça-feira, 23 de novembro de 2010

PROPOSTA DE HISTÓRIA - Profª Rosângela Vaz

        Nas aulas de História, os alunos receberam a Cartilha do Trabalhador, onde cada dupla escolheu uma página para recriar através de um Power Point.
O objetivo nesse momento do projeto foi dar a oportunidade de escolha da parte que mais lhes chamou a atenção.
Confira os slides abaixo.

Joao Felipe !





O questionário

        Eles responderam um questionário com o objetivo de fazer um reconhecimento sobre a realidade dos estudantes da EJA quanto aos que tem emprego e tem efetivado o cumprimento das Leis Trabalhistas, através de uma amostra. Contamos com a ajuda da Profª Rosane Dias, na disciplina de Geografia, com a  aplicação do questionário e do Profº Juliomar, na disciplina de Matemática, para fazer a planilha com os resultados do questionário.
Confira a Planilha abaixo.

Perguntas realizadas

1. Você está empregado?

2. Você tem carteira assinada?

3. Você conhece os seus direitos e deveres conforme a lei? (Leis Trabalhistas)

4. Quando você faz hora extra a sua empresa paga por isso?

5. Insalubridade: manuseio de agentes nocivos à saúde (por exemplo, cal, alvejantes, cimento, detergentes, ruídos, doenças infecciosas, etc.). Caso seu trabalho envolva isso, responda. Você tem atendido seus direitos?

6. Periculosidade: Quando o empregado trabalha exposto a materiais ou substâncias explosivas, eletricidade e produtos inflamáveis tem alguns direitos que devem ser respeitados, caso você trabalhe exposto a algum tipo de periculosidade a empresa cumpre com seus deveres?

O resultado da amostra consta na planilha.




Entrevista com estudantes trabalhadores

       Nessa proposta, a aluna Priscilla, da Etapa IV-B, realizou vídeo entrevista com alguns dos estudantes trabalhadores da nossa Escola que poderá ser conferido abaixo.
  • Você considera importante o trabalhador conhecer seus direitos e seus deveres? Por quê?
  • Você concorda que o trabalho ajuda na construção da dignidade humana? Por quê?


Assista ao vídeo da entrevista:

video







6 comentários:

  1. Sugiro que coloquem esse blog dentro do blog da escola.A qualidade deverá ficar para sempre e aumentar as publicações.

    ResponderExcluir
  2. Obrigado pela ideia Simon. Como o intuito do projeto foi desenvolver temas relacionados aos temas transversais, como Ética, Trabalho, Justiça e Cidadania, interligados às questões dos direitos, sempre que desenvolvermos projetos relacionados a esses temas, voltaremos ao blog, para desenvolver propostas e divulgar os resultados.
    abraço.
    Gesiel Freire

    ResponderExcluir
  3. Olá Gesiel! Que excelente idéia tiveste de construir um blog com os alunos da Educação de Jovens e Adultos. O diferencial deste blog é a proposta interdisciplinar, que revela a possibilidade de construção e interação entre alunos e professores. Parabéns!!! E siga a sua missão com este encantamento de despertar nos jovens e adultos o ineresse pelas Artes. Um abraço. Miria Margarete Nogueira.

    ResponderExcluir
  4. Parabéns Rosângela pela ideia da entrevista. Enriqueceu ainda mais a proposta fazendo com que os alunos aparecessem, de fato, participando do projeto.

    ResponderExcluir

ESCOLA MUNICIPAL DE ENSINO FUNDAMENTAL PINHEIRO MACHADO


Este blog surgiu da necessidade de se criar um espaço onde alunos e professores pudessem desenvolver uma proposta interdisciplinar em que realmente acontecesse a construção de conhecimentos de forma coletiva e colaborativa em cima dos temas do Projeto "Trabalho, Justiça e Cidadania".
Um espaço onde os alunos pudessem interagir não apenas com os conteúdos do blog, mas também, com as produções dos próprios colegas.
Enfim, um espaço que propiciasse a troca de conhecimentos e também de vivências entre todas as etapas da EJA.
A obra que introduz o blog se chama "Os quebradores de pedra" e foi pintada pelo artista francês Gustave Courbet no ano de 1849. Esta obra pertence ao movimento artístico chamado Realismo.
O Realismo tinha como principal preocupação a representação da realidade tal e qual ela é. O que acabou rompendo com um tipo de representação idealizada, como era o costume até então.
E quando falamos de realidade, quando nos voltamos para a realidade, e realidades, às vezes, tão sofridas de pessoas que são verdadeiros "quebradores de pedra", enfrentando e resolvendo os problemas do seu dia-a-dia, e que, na maioria das vezes, vão contra os seus direitos mais básicos, é que nos damos conta da importância de propostas como estas, da importância de trabalharmos esses temas com nossos alunos que, assim como nós professores que disseminamos esse projeto dentro de nossas escolas, também levarão um pouco do que aprenderam para dentro da comunidade onde vivem. E lá, quem sabe, de alguma forma, poderão ajudar a garantir com que mais pessoas tenham os seus direitos assegurados, indo ao encontro de uma vida com um pouco mais de dignidade.
E aí então podemos ver, através desse projeto, juntamente com a Educação, ações concretas e com resultados concretos. E não apenas discursos cheios de demagogia que nada fazem de concreto para ajudar as populações mais carentes e necessitadas. Necessitadas não apenas de alimentos, mas de conhecimento sobre o que é seu de direito.